9 Táticas para contratar um garçom vendedor

Você já percebeu o quanto o seu garçom é estratégico para o seu restaurante, sobretudo nas suas vendas?

Afinal, ele é a principal ponte entre o seu cliente e a sua marca. É por isso que contratar um garçom com perfil de vendedor é tão importante para a prosperidade do seu negócio.

Porém, quando estamos falando de garçom vendedor, não é sobre ter um garçom empurre pratos e mais pratos para que os clientes comprem e gastem dinheiro no restaurante uma única vez. Na verdade, é sobre ter um funcionário que venda a ideia de que o seu restaurante é um local único, que traz sempre boas experiências, tanto para desfrutar o cardápio quanto para celebrar.

Assim, as pessoas se sentirão convidadas a voltar ao restaurante em outras oportunidades e momentos.

Para isso, listamos algumas táticas que garantem um garçom vendedor no seu estabelecimento.

1) Garanta que o profissional seja atento aos detalhes:

Qualquer gesto e atitude é digno da atenção desse profissional, alguns detalhes são importantes e perceptíveis pelo cliente.

Assim sendo a arrumação correta dos talheres e pratos, os lados pelos quais deve ser servida a mesa ou como ela deve ser retirada. O garçom deve ter uma postura aberta e solicita, que o coloque disposto a resolver dúvidas e quaisquer interações.

2) Busque por experiência e gere conhecimento:

Garçons são muito relevantes na construção da opinião dos clientes, sendo eles os responsáveis por sugerir e direcionar a compra perfeita para a expectativa construída. A segurança para garantir isso ao cliente é desenvolvida com a prática. Porém, não depende apenas do conhecimento na função, mas também no domínio do cardápio e dos valores do estabelecimento.

O conhecimento em gastronomia também é relevante para que o garçom possa tirar dúvidas eventuais dos clientes sobre determinado prato, sobre a sua história ou itens que estão em sua composição. Por isso, é essencial unir à experiencia do profissional, adquirida ao longo da carreira, treinamentos eficientes sobre seus produtos e como eles são posicionados para o público-alvo.  

3) Busque por um profissional ágil:

Outro fator importante para seu colaborador é a rapidez na execução das tarefas. Ainda durante a entrevista é essencial analisar essa característica na personalidade do garçom, isso garantirá a facilidade no atendimento e concentração no gerenciamento dos pedidos e tarefas. Garantir um atendimento veloz e assertivo resulta em menos perdas e um cliente cativado.

4) Escolha um garçom com jogo de cintura:

O jogo de cintura diante das situações não muito prazerosas garante bom andamento das rotinas de um estabelecimento. Afinal, é preciso estar preparado para lidar com algum cliente insatisfeito, demonstrar atenção e compreensão com situações diversas, conseguir lidar com problemas ou necessidades excepcionais, para garantir uma boa entrega ao consumidor e manter um ambiente agradável à equipe e ao público frequentador.

5) Verifique o poder de comunicação do profissional:

A maior necessidade de um profissional que trabalhe com atendimento é o poder de comunicação. O seu garçom precisa dominar essa habilidade, conseguir se expressar o que seu restaurante oferece e se engajar numa relação com o cliente que possibilite entregar uma boa experiência e solução de problemas.  Bem como, estar integrado aos setores da empresa levando informações pertinentes para facilitar as operações internas.

6) Assegure que seu colaborador cuide da própria imagem:

Aqui não estamos falando das características ou aparência física, mas sim de questões relacionadas ao asseio e higiene pessoal. É essencial que o garçom esteja sempre com o cabelo bem-arrumado, utilize o uniforme alinhado e mantenha as unhas limpas e bem cortadas. Além disso, as normas de higiene não recomendam que os homens utilizem barba muito comprida. Já no caso de cabelo comprido, é preciso que ele esteja sempre preso e evite fios soltos.

7) Veja se o garçom tem postura de vendedor:

Vendedores têm uma postura bem especifica, que é a facilidade de persuadir as pessoas sem que, para isso, seja chato ou apelativo. Assim, um garçom com postura de vendedor poderá sugerir pratos adicionais, drinks e sobremesas gerando um aumento na lucratividade dos colaboradores.

A ideia é que o garçom se torne um divulgador do cardápio, mostrando itens que vão além daqueles mais pedidos e que são o carro-chefe do seu restaurante. Desse modo, o profissional poderá ser treinado para indicar os pratos que são mais lucrativos para o estabelecimento.

8) Garanta que o colaborador saiba trabalhar em equipe:

O trabalho em equipe é fundamental para o exercício da atividade de garçom, principalmente, quando se espera que ele tenha uma postura de vendedor.

Isso, porque é preciso que todos os garçons tenham a consciência de que estão jogando no mesmo time e atuam juntos em prol de um objetivo em comum, que é servir bem os clientes, para que eles se sintam satisfeitos e retornem ao estabelecimento em outras oportunidades.

9) Seu garçom deve saber lidar com as novas tecnologias:

Atualmente, os donos de restaurantes percebem a necessidade de integrar as tecnologias a gestão. É comum o uso de aplicativos para pedidos delivery, cardápios digitais e sistemas de gestão, por exemplo. E tais ferramentas impactam diretamente na produtividade e lucratividade dos estabelecimentos.

É por isso que os garçons precisam saber lidar com as novas tecnologias. Assim, ele poderá manipular com destreza as plataformas que são utilizados.

Vale a pena ter um freelancer ou um garçom fixo?

A demanda de profissionais para o setor nos últimos tempos cria uma tendência a contratar freelancer de acordo com turnos e necessidades especificas do estabelecimento porém o foco na hora de contratar um garçom ainda continua no emprego fixo.

Os colaboradores autônomos encarregados por trabalhos momentâneos e separados da carga horária são importantes para eventos e ocasiões comemorativas, pois nem sempre seu número fixo de funcionários irá dar conta de atender todos os clientes. Por isso, vale a pena investir em freelancers, mas para ações esporádicas, afinal é difícil garantir o treinamento desse profissional para a entrega especifica exigida pelo negócio.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *