7 Dicas de como construir seu cardápio de drinks

Montar um cardápio de drinks não é aquela tarefa simples, mas pode ser uma excelente ferramenta para sua marca. Afinal a carta de bebidas tem potencial para apresentar a identidade do estabelecimento, servindo como cartão de visitas e conteúdo promocional para o que o local tem a oferecer.

É preciso, antes de tudo, entender que o perfil de consumo de bebidas no Brasil vem se transformando nos últimos anos. Desde 2017, por exemplo, o gim vem se tornando uma bebida queridinha em restaurantes e bares.

Não sei se você se lembra, mas essa onda de consumo surgiu com um personagem de novela, e de repente temos gim em lata espalhados pela cidade. Junto a essa, algumas outras tendencias seguiram no ramo. O vinho por assinatura e os bares posicionados pelas suas bebidas, como as cervejas importadas e artesanais ou mesmo o whiskey como carro chefe de bares descolados como o The Rock Bar aqui no Rio.

Estimasse que até 2022, o volume comercializado da bebida continue a crescer exponencialmente. E tudo que acontece ao redor pode influenciar o comportamento de seu consumidor, e por isso, ser usado como oportunidade pela sua marca. Além disso, pense que a marca das bebidas por si carrega uma mensagem e posicionamento, saiba usar isso a seu favor.

O cardápio de drinks:

De acordo com isso , a confecção do cardápio de drinks merece bastante atenção.

Inicialmente defina as opções que serão oferecidas e em seguida, pense na diagramação e do design da carta que será apresentada aos clientes nas mesas. Mas tudo deve ser pensado com cuidado, mantendo a proposta e a identidade do estabelecimento e os hábitos de consumo da clientela.

1. Foque no básico para começar seu cardápio de drinks

Definir as opções com tanta possibilidade no mercado pode ser complicado, por isso indicamos que você comece pelos clássicos, fundamental para consolidar sua carta de bebidas junto ao mercado. Especialmente se o sua marca ainda não possui tradição no seguimento de coquetelaria.

Nesse momento, menos é mais. Tanto para sua empreitada no segmento quanto para sua mensuração de viabilidade dos produtos que incluir no cardápio.

Sendo assim, ofereça opções simples, mas que sejam conhecidas do grande público, e que possam servi como porta de entrada para o mundo dos coquetéis.

Drinks como Mojito, Cuba Libre, Dry Martini e Gim Tônica não podem faltar e merecem destaque especial no cardápio.

2. Menos é mais, de verdade

A não ser que seu estabelecimento seja especializado em drinks, procure montar uma carta enxuta. Com o propósito de auxiliar sua gestão, foque em oferecer entre 10 ou 15 coquetéis. Isso dá ajuda a construir um comportamento no consumidor, com menos opções ele tem mais facilidade de escolha e não corre o risco de acabar pedindo qualquer coisa, o que pode comprometer sua experiência. Além disso, você proporciona uma quantidade ampla suficiente para agradar diversos públicos.

Uma coisa importante é ter opções que atendam vários públicos, desde sabores até faixa etária. Uma boa ideia é abrir a possibilidade de experiência das receitas sem álcool.

3. Dê opções de bebidas

Uma estratégia importante na hora de montar o cardápio de drinks é oferecer mais de uma opção da bebida base para a confecção do mesmo coquetel.

Isso porque apesar de estar mais familiarizado com as bebidas padrão, muitas pessoas estão dispostas a pagar um pouco a mais para experimentar algo de uma qualidade superior. Principalmente em eventos especiais, por isso crie promoções que valorizem essas bebidas especiais ou importadas usando datas comemorativas.

Fora dessas datas promocionais, forneça essas opções por categorias: bebidas premium e super premium. Isso garante que seu publico saiba o que seu estabelecimento oferece.

4. Seja criativo para construir o cardápio que vai apresentar seus drinks

Mesmo começando pelo básico e oferecendo os clássicos é fundamental, colocar receitas e nomes criativos no cardápio de drinks. Isso garante competitividade diante da concorrência. Se forem bem aceitos, os seus drinks podem gerar uma campanha positiva e se tornar compartilhável, atraindo ainda mais gente para o estabelecimento.

Nesse sentido, busque inovar no preparo dos clássico e construir suas próprias receitas. Obviamente, aqui, invista em treinar seus colaboradores. sempre tocamos nessa tecla mas vale lembrar: a qualidade de seus produtos depende de seus funcionários, invista neles.

Desde que feitos com bom gosto e cautela, a criatividade é sempre bem-vinda.

5. O visual do cardápio que vende os drinks

Se seus drinks precisam estar impecáveis para a apresentação quando chegam à mesa, é no cardápio que começa o encantamento dos seus clientes.

Para proporcionar essa primeira impressão inesquecível, pense como os coquetéis serão dispostos visualmente. Aposte em fotos bem construídas, em desenhos, em construções diferentes com propostas geométricas. Tudo é possível desde que se comunique bem com sua marca.

Para dar algumas idéias sugerimos esse artigo da wedologos, em que alguns design expõe ótimas ideias de layout para construção do cardápio de drinks.

6. Dá pra economizar?

Economia deve ser seu pilar, e dá pra ser econômico e construir uma carta excelente e diversificada.

Sabe o que sobra na sua cozinha, ou durante o preparo? Já pensou que isso pode agregar na sua receita de uma forma inusitada e construir uma postura sustentável para seu estabelecimento?

Pense na sua rotina de compras e no que é usado que pode entrar em receitas e decorações, como cascas de frutas e especiarias, por exemplo.

7. Construa experiência

O consumo de coquetéis pode ser uma experiência, e não uma mais uma bebida no bar da esquina ou aquele acompanhamento no prato de um restaurante.

Construa uma estória dentro de seu cardápio, crie harmonia e relação com os pratos oferecidos, invista em apresentação diferenciada através de seus atendentes. Crie eventos de lançamento, enfim, aqui vale a criatividade.

Com essas dicas dominadas, é hora de pensar nas opções que serão ofertadas no seu cardápio de drinks.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *